Ir para o conteúdo

Prefeitura de Nipoã/SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Nipoã/SP
Serviços
Meio Ambiente
Galerias de Fotos Vinculadas
01/07/2022
Vem aí o período de estiagem e, com o tempo seco, a possibilidade de queimadas é grande: a prevenção é a melhor alternativa
O Departamento Municipal de Meio Ambiente e a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, preocupados com as mudanças climáticas que demonstram rompantes agressivos da natureza, ALERTA para a saída do período das águas, visto que não choveu o suficiente para recuperar os reservatórios de água e as nascentes.

As matas nativas, seringueiras e a cana-de-açúcar se tornam um barril de pólvora por si só. Qualquer queimada pode virar um incêndio de grandes proporções, mas as áreas de pastagens também sofrem e a preocupação já é grande, pois já têm pasto seco agora, bem como represas vazias, que deveria estar cheia, porque estamos saindo do período das águas. Este ano, com certeza, vai ser mais complicado que o passado. Há risco de faltar água em muitas regiões, pois não aconteceram chuvas significativas. Os produtores já reclamam de represas mais baixas, poços vazios e alerta para a possibilidade de faltar água até para beber. Então, é preciso ainda mais a atenção do produtor na prevenção às queimadas.

Até o final da estiagem no estado de São Paulo ? iniciada em abril, após "as águas de março fechando o verão", como diz a canção popular, e que só vai terminar lá por setembro, com o prenúncio da Primavera ?, muitas queimadas poderão ser registradas. Elas acontecem com maior frequência em propriedades rurais que ficam às margens das estradas, onde qualquer toco de cigarro jogado inescrupulosamente pode vir a causar um incêndio de maiores proporções devido ao mato estar muito seco nesta época, sendo material de fácil combustão. Alguns incêndios são criminosos, outros podem ser causados por raios, e, ainda outros, por descuido na limpeza de terrenos; até um caco de vidro, uma lata, um pedaço de metal, podem ser responsáveis por dar início ao fogo que, sem controle, pode consumir grandes áreas de plantações ou matas.

Os proprietários de áreas rurais precisam ficar atentos para evitar incêndios de grandes proporções em suas lavouras, e sempre é bom reforçar as medidas de prevenção, já que fatores como o aumento da incidência de ventos, a baixa umidade relativa do ar e a falta de chuvas contribuem para que eles ocorram.

A região também tem grandes áreas de pastagens e cana, ou seja, as mesmas condições favoráveis às queimadas. Nesse momento temos que estar alertas e antecipar as precauções, pois a tendência este ano é termos um inverno seco, com umidade baixa e as queimadas, que normalmente acontecem em julho e agosto.

O ideal é ter ações coordenadas para atuar em casos de prevenção ou ocorrência de incêndios, unindo os órgãos de governo, municipal e estadual, e a sociedade civil. Os produtores já devem fazer os aceiros e se preparar, porque o risco de queimadas é iminente, embora ainda seja esperado um pouco de chuva antes do longo período de estiagem.

O fogo pode causar inúmeros danos, além da queimada em si, como matar os micro-organismos do solo e destruir a matéria orgânica, consequentemente empobrecendo-o para o cultivo. Mata também os animais silvestres, deixando como saldo prejuízos com a queima de estruturas como cercas e, sendo em áreas de pastagens ou cultivos, pode inviabilizar toda a produção naquele espaço. O fogo também pode atingir a rede elétrica e provocar um aumento nos danos. As áreas mais vulneráveis são aquelas com cana, pastagens, fruticultura, eucaliptos, seringueiras e matas nativas, portanto, atenção e prevenção devem ser redobradas neste período. Abaixo relacionamos as atitudes de prevenção a serem realizadas:

1 - Ficar a par da legislação, porque sendo ou não culpa do proprietário, ele poderá responder pelos danos.

2 - Fazer aceiro com grade e/ou enxada, para que o fogo não passe para outros locais. Técnica de baixo custo e muito eficaz.

3 - Manter um tanque de água sempre cheio e meios de transporte para levar a água até o local do incêndio.

4 - Fazer uma limpeza, eliminando materiais de fácil combustão das áreas.

5 - Elaborar um plano de contingência junto aos funcionários e à família; por exemplo, já ter discutido o que deve ser feito para contenção. Mobilizar todas as pessoas da área e também os vizinhos, para evitar que o fogo fique incontrolável.

6 - Ter todos os telefones úteis à mão, como o do Corpo de Bombeiros, da prefeitura e/ou da Defesa Civil, das usinas pois as tais têm brigadas de incêndio e colaboram com os proprietários a fim de evitar maiores danos, caso o fogo se alastre também pelos canaviais.

7 - Se o fogo for em área de pastagem, abrir a cerca para os animais saírem para lugares a salvo.

O mais importante, no entanto, é que o produtor rural faça um monitoramento ou a vigilância constante da sua propriedade, pois, apesar das orientações para prevenção, os incêndios fatalmente podem ocorrer e é necessário que o proprietário rural possa garantir a sua segurança física e de todos, funcionários e vizinhos, mas também a segurança jurídica, de forma que possa comprovar os seus cuidados com a propriedade e com o meio ambiente.
03/06/2022
Nipoã realiza evento para comemorar a Semana do Meio Ambiente
O tema do Dia Mundial do Meio Ambiente neste ano de 2022, "Uma Só Terra", tem como foco a vida sustentável em harmonia com a natureza. Neste ano completam-se os 50 anos da Conferência de Estocolmo, que designou o dia 5 de junho como Dia Mundial do Meio Ambiente.

Com o tema “Uma Só Terra”, o evento destaca a necessidade de se viver de forma sustentável em harmonia com a natureza, promovendo transformações, a partir de políticas públicas e das nossas escolhas, rumo a estilos de vida menos poluentes e mais verdes. “Uma Só Terra” foi o tema da Conferência de Estocolmo de 1972, e 50 anos depois, se mantém verdadeiro – este planeta é nossa única casa e seus recursos finitos devem ser preservados pela humanidade.

Assim destaca-se as preocupações ambientais mais urgentes e se faz necessária iniciativas e esforços para enfrentar as crises do clima e da natureza, para tanto, o Departamento Municipal de Meio Ambiente, em parceria com Escola Municipal "Dr. Sidney Scaff", Grupo Moreno e a SABESP realizaram Evento em Comemoração à Semana Mundial do Meio Ambiente, onde foram realizadas Palestras para alunos da Escola Municipal "Dr. Sidney Scaff", com o tema “Uma Só Terra”, com foco na "vida sustentável em harmonia com a natureza", pelas palestrantes Giovana Gavioli Graciano, Supervisora Gestão Ambiental e Gabriela Brito dos Santos , Estagiaria Gestão Ambiental do Grupo Moreno.

Com a realização desse evento espera-se que os alunos obtenham informações relevantes sobre os impactos do homem no planeta e adquira uma postura consciente em relação ao uso dos recursos naturais. Também tem por objetivo lembrar a população e os governantes sobre a importância da preservação dos nossos recursos e da necessidade de leis que garantam o desenvolvimento, mas sem afetar de maneira negativa o meio, ou seja, que garantam um desenvolvimento sustentável.
15/04/2022
Nipoã ganha seu primeiro “Eco Ponto” para coleta seletiva de lixo reciclável
Pontos de coleta seletiva estão se tornando uma alternativa à coleta feita na porta de casa, E na manhã desta terça-feira O município de Nipoã em Parceria com a empresa JRVC Soluções Ambientais lançaram um projeto ousado em que pretendem realizar a coleta através da educação.

A empresa que tem sua sede no município instalou de forma gratuita um de seus containers evoluídos para tal finalidade na esquina da escola Doutor Sidney Scaff e contou com a presença das autoridades municipais entre elas o Chefe do Executivo, Prefeito José Pedro Rampim e do Presidente da Câmara Municipal, Vereador Fabim Brandeli.

O convite mais do que especial foi dirigido aos educadores municipais e principalmente as crianças que por si só representavam no ato cívico o objetivo do projeto, A importância da Reciclagem e os benefícios para o cidadão e o Meio Ambiente no futuro.

A ideia é destemida e foi apresentada com arrojo pelo empresário Roberto Cardoso de Andrade fundador da JRVC Soluções Ambientais que ao discursar apresentou um projeto já consolidado em outros municípios por sua confiabilidade e comprometimento, este demonstrado por sua preocupação na resolução de problemas ambientais crônicos sofridos pelos municípios e muitas das vezes apontados pelo tribunal de contas e promotorias ambientais.

De acordo com Roberto os pontos de coleta seletiva são importantes elementos do processo de gestão adequada dos resíduos. Principalmente porque, depois de previamente selecionados, os descartes precisam de um local de armazenamento seguro, para que os resíduos não acumulem vetores de doenças, não peguem fogo e nem proporcionem algum tipo de perigo para a saúde das pessoas.

“Diferente da coleta que passa de porta em porta recolhendo os resíduos previamente selecionados (ou não), os pontos de coleta seletiva são fixos e dependem que a entrega chegue até eles e isso gera um impacto direto na sociedade, reunimos aqui crianças em fase de aprendizagem e isso é o foco principal do nosso projeto, uma criança em casa é capaz de fazer os adultos a mudarem e corrigirem velhos hábitos, tal qual como o descarte irregular do lixo reciclável junto do lixo doméstico, é sem dúvida uma semente que estamos plantando em Nipoã e na nossa Região que vem aderindo ao contêiner “Eco Ponto” que já tem em sua característica principal o objetivo de separar e organizar esse lixo, não permitindo que ele chegue ao aterro sanitário municipal e gere transtornos a administração pública que muitas das vezes acaba multada por ato que não cometeu” discursou Andrade.

Por outro lado, o Prefeito José Pedro Rampim enalteceu o trabalho dos educadores com as crianças em relação ao trabalho de reciclagem e disse da necessidade de haver um basta ao “jogar fora” o que segundo ele não existe, pois, o planeta padece e necessita de ações ambientais responsáveis.

“Não existe o “jogar fora”, essa cultura precisa ser abolida em um planeta que padece e precisa de ações que finalizem o descarte irregular, ações de reuso consciente e reciclagem farão de nos adultos e crianças aqui presentes cidadãos e cidadãs com mais chance de sobreviver nesse planeta que já sofre com desastres ambientais causados pelo homem, cabe os nossos profissionais da educação o incentivo a boas práticas” destacou o mandatário.

Encerrando a atividade cívica o Presidente da Câmara Municipal, Fabim Brandeli iniciou seu discurso agradecendo a parceria público privada que não gerara ônus ao município e destacou conceitos sociais importantes como a conscientização das crianças em boas práticas.

“Primeiramente destaco o arrojo do empresário Roberto Cardoso que está cedendo gratuitamente um de seus containers ao nosso município, ele que já administrou nossa cidade sabe que vencer os desafios ambientais não são fáceis em uma administração, é importante valorizar aqui cada profissional da administração pública em especial os professores, será através deles que a semente será lançada e alcançaremos o objetivo de ter um solo preservado e livre de contaminação por descarte irregular de algo que podemos reaproveitar novamente por diversas vezes, Uma coisa é fato, os desastres ambientais dos últimos anos tem levantado cada vez mais preocupações sobre as ações do homem contra a natureza e suas consequências. A resposta do planeta tem sido cada vez mais rápida. Nosso objetivo é começar por aqui algo que sentiremos os efeitos a curto, médio e longo prazo, a Nipoã que queremos em nossas futuras gerações dependem única e exclusivamente das ações que plantamos e incentivamos para que aconteçam agora. Discursou o Presidente.

SERVIÇO:

De acordo com a JRVC Soluções Ambientais a escolha do melhor modelo, da quantidade, das cores, do tipo de container de lixo para coleta seletiva, além dos diferentes de acabamentos utilizados na confecção, são as características que definem uma boa relação custo x benefício do container de lixo para coleta seletiva e a sua adequação ao público-alvo que se quer atingir.

Por isso, antes de iniciar um trabalho, entre em contato com a equipe da JRVC Soluções Ambientais. Certamente a equipe ajudará na concepção de um trabalho mais sólido e adequado aos objetivos e orçamento.
01/10/2021
Comemoração ao Dia da Árvore em Nipoã
No mês de setembro foi comemorado o Dia Nacional da Árvore, e a Prefeitura de Nipoã, por meio do Departamento Municipal de Meio Ambiente, da Coordenadoria Municipal de Educação, em parceria com a SABESP e o Grupo Moreno, realizou evento para celebrar a data de 21 de setembro, provendo o plantio simbólico de mudas na CEMEI “ IOLANDA SPAGNOLI SCALON” Este evento contou com a participação dos professores e diretora que atuam na Escola, do representante da SABESP, representantes do Grupo Moreno que atuam na área de preservação ambiental, do Gestor Ambiental do Munícipio, dos senhores Prefeito e Vice Prefeito.

O evento se destacou em virtude de que a árvore é um grande símbolo da natureza e uma das mais importantes riquezas naturais. Elas não só reduzem o calor, mas também absorvem ruídos e melhoram a qualidade do ar, além de contribuir para a saúde mental da população, proporcionando ambientes agradáveis aos sentidos e ao lazer. Durante o evento, foi destacada a preocupação da prefeitura em relação a um grave problema enfrentado pelo município neste período, são as queimadas que, nos últimos dias, destruíram dezenas de hectares de vegetação nos municípios circunvizinhos, gerando graves problemas ambientais e contribuindo para a extinção de animais. “Com a realização deste evento, estamos instituindo um trabalho permanente de arborização da cidade, tornando-a mais saudável e esteticamente mais bonita”, ressaltou o Prefeito Municipal, José Pedro Rampim.
24/03/2021
22 DE MARÇO - DIA MUNDIAL DA ÁGUA | CORONAVÍRUS MUDA CELEBRAÇÕES DO DIA MUNDIAL DA ÁGUA
Recurso natural essencial para a sobrevivência, a água tem, merecidamente, o seu Dia Mundial: 22 de março. A Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu a data no ano de 1993, com o objetivo de alertar a população mundial sobre a preservação dos bens naturais, em especial da água. O tema deste ano é “Valorizar a água”. Assim, pretende-se alertar para as consequências negativas do crescimento populacional, do aumento do seu uso na agricultura e na indústria e das alterações climáticas na preservação da água e muito além de celebrar, precisamos lembrar da pandemia de coronavírus.

A situação mundial pede mudanças de hábito. Mais do que necessário, lavar as mãos tornou-se uma questão de sobrevivência. Apesar da pandemia de coronavírus, vale lembrar que a água é importante não só para as pessoas, mas também para o equilíbrio dos ecossistemas. O consumo consciente deste recurso natural finito é destacado na Declaração Universal dos Direitos da Água, criada pela ONU há 28 anos. Os 10 artigos da declaração abordam a preservação e proteção dos recursos hídricos do planeta, bem como a consciência ambiental.

“O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam”. (Artigo 4)

Diante da pandemia do Coronavírus que atinge o mundo todo, reforçar a importância da água no nosso cotidiano, não só no âmbito ambiental, mas no que diz respeito ao seu papel social e sanitário. Sabemos que uma das principais formas de não disseminar o COVID-19 é lavar bem as mãos com água e sabão, o que para nós, que temos a água em disponibilidade e abundância, pode parecer uma ação simples. Agora, pense nos lugares do Brasil e de outros países onde este recurso já não é abundante e, muitas vezes, até indisponível.

A questão da falta da infraestrutura básica de saneamento e a falta de água potável para um simples ato como lavar de mãos volta à tona com esta pandemia do COVID-19. Por isso, é de grande importância que sejamos conscientes com o uso da água e reforce o combate à poluição dos recursos hídricos. Não é apenas uma questão ambiental, a disponibilidade e preservação dos recursos hídricos está diretamente ligada à questão da saúde humana.

A água está tão presente no nosso cotidiano que poucas vezes refletimos sobre questões como: De onde vem? Por onde passa? Para onde vai? Os cursos d’água são de extrema importância para todas as dinâmicas ambientais e ecológicas. Aqui em Nipoã existem seis córregos considerados de altíssima relevância ambiental, que são os córregos Cachoeira, Grotão, Água Branca, Moinho (Pedreira), Ferreira e Laranjal.
23/03/2021
Coronavírus muda celebrações do Dia Mundial da Água
Recurso natural essencial para a sobrevivência, a água tem, merecidamente, o seu Dia Mundial: 22 de março. A Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu a data no ano de 1993, com o objetivo de alertar a população mundial sobre a preservação dos bens naturais, em especial da água. O tema deste ano é “Valorizar a água”. Assim, pretende-se alertar para as consequências negativas do crescimento populacional, do aumento do seu uso na agricultura e na indústria e das alterações climáticas na preservação da água e muito além de celebrar, precisamos lembrar da pandemia de coronavírus.

A situação mundial pede mudanças de hábito. Mais do que necessário, lavar as mãos tornou-se uma questão de sobrevivência. Apesar da pandemia de coronavírus, vale lembrar que a água é importante não só para as pessoas, mas também para o equilíbrio dos ecossistemas. O consumo consciente deste recurso natural finito é destacado na Declaração Universal dos Direitos da Água, criada pela ONU há 28 anos. Os 10 artigos da declaração abordam a preservação e proteção dos recursos hídricos do planeta, bem como a consciência ambiental.

“O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam”. (Artigo 4)

Diante da pandemia do Coronavírus que atinge o mundo todo, reforçar a importância da água no nosso cotidiano, não só no âmbito ambiental, mas no que diz respeito ao seu papel social e sanitário.

Sabemos que uma das principais formas de não disseminar o COVID-19 é lavar bem as mãos com água e sabão, o que para nós, que temos a água em disponibilidade e abundância, pode parecer uma ação simples. Agora, pense nos lugares do Brasil e de outros países onde este recurso já não é abundante e, muitas vezes, até indisponível.

A questão da falta da infraestrutura básica de saneamento e a falta de água potável para um simples ato como lavar de mãos volta à tona com esta pandemia do COVID-19. Por isso, é de grande importância que sejamos conscientes com o uso da água e reforce o combate à poluição dos recursos hídricos. Não é apenas uma questão ambiental, a disponibilidade e preservação dos recursos hídricos está diretamente ligada à questão da saúde humana.

A água está tão presente no nosso cotidiano que poucas vezes refletimos sobre questões como: De onde vem? Por onde passa? Para onde vai?

Os cursos d’água são de extrema importância para todas as dinâmicas ambientais e ecológicas. Aqui em Nipoã existem cinco córregos considerados de altíssima relevância ambiental, conforme ilustramos abaixo:
14/07/2017
Nipoã realiza análise na Estação de Tratamento de Esgoto
O processo de Análise Química da Estação de Tratamento de Esgoto está previsto em uma das diretivas do Programa Município Verde Azul, na diretiva do Esgoto Tratado do Município, gerando uma pontuação de automonitoramento da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto), para acompanhamento do desempenho. Para isso, foi realizada a coleta das amostras de água da Estação de Tratamento de Nipoã no dia 10 de julho, no período da manhã, (2º avaliação 2017) (ET4).

O Gestor Ambiental João Ivan Giacon acompanhou o técnico da Sabesp Luiz Andrioli durante a coleta feita no Rio Montante e no Rio jusante e na Estação Tratamento, localizada próxima ao Rio Cachoeira. O material foi coletado no gradeamento do esgoto e na parte final do processo de tratamento na escada de aeração, com a intenção de analisar a eficiência do processo de tratamento do esgoto, que seguiu para análise.
15/04/2016
A comemoração do Dia da Água em Nipoã
O Município de Nipoã comemorou o “Dia Mundial da Água” em ação conjunta entre o Departamento Municipal de Meio Ambiente, Escola Municipal “Dr. Sidney Scaff”, Centro de Educação Infantil- CEMEI, Projeto Guri, Programa Acessa São Paulo, SABESP e patrocínio dos Comerciantes do Município.

As ações programadas pelo Departamento Municipal de Meio Ambiente para comemorar o dia Mundial da Água transcorrido no último dia 22 de março, teve parceria com a Escola Municipal “Dr.Sidney Scaff”, Centro de Educação Infantil- CEMEI, Projeto Guri, Programa Acessa São Paulo, SABESP e patrocínio de Comerciantes do Município, que se iniciaram no dia 17 de março com a realização do III Evento de Soltura de Alevinos, com alunos do 4º ano do período da manhã e do período da tarde da Rede de Ensino Municipal Dr. Sidney Scaff, no Córrego Cachoeira. No dia 21 de março foi realizado o plantio de mudas na área urbana do município com alunos do Centro de Educação Infantil – CEMEI. No dia 29 foi realizada palestra com o senhor Marcos Eduardo Cruz, funcionário da SABESP, para os alunos do projeto GURI e jovens participantes do Programa Acessa São Paulo, no período da manhã e período da tarde, na sala do Programa Acessa São Paulo, falando sobre a importância de águas superficiais não destinados ao abastecimento público e sobre águas subterrâneas para abastecimento publico, abordou temas como a conservação e proteção da água, desenvolvimento correto dos recursos hídricos e sobre a lagoa de tratamento e medidas para resolver problemas relacionados com poluição, com o objetivo de conscientização de que a água é essencial para todos os seres vivos e cobre cerca de 70% da superfície da terra. Os oceanos são responsáveis por 97,2% de toda a água do planeta, entretanto não podemos beber água do mar, por isso é necessário que as fontes de água doce sejam preservadas, neste movimento de conscientização e educação no uso da água.

Durante essa semana de eventos em comemoração ao Dia Mundial da Água as crianças aprenderam de forma divertida lições de como preservar a água e o meio em que vive.

O Gestor Ambiental João Ivan Giacon, responsável pelo Departamento de Meio Ambiente acompanhou as ações e parabenizou a todos os participantes envolvidos, inclusive as autoridades que apoiaram cada evento, destacando a presença da primeira dama, senhora Cely Cristina Scalon e do Vice Prefeito Municipal senhor Romildo Cavatão, que deixaram seus compromissos do dia a dia, para prestigiar esses eventos. Ainda salientou o Gestor Ambiental, a importância desses eventos, pois acredita que, só por meio da Educação Ambiental, com crianças e adolescentes, as infrações e crimes ambientais diminuirão e, as decisões deles, que no futuro estarão no Comando das ações no País, com certeza, serão mais planejadas do que estão sendo agora. Na verdade, quando se realiza Educação Ambiental, está-se fiscalizando o futuro. Trabalhando na prevenção.
05/05/2015
Município de Nipoã comemorou o Dia Mundial da Água
Em tempos de mudanças climáticas e racionamento, comemorar o Dia Mundial da Água se torna uma ação fundamental para lembrar a importância dela. Com essa perspectiva, o Departamento Municipal de Meio Ambiente preparou uma programação especial. Foram quatro dias de atividades realizadas em parceria com a SABESP, Escola Municipal e Projeto GURI. A abertura foi marcada, no dia 19/03, no horário das 07h40 às 09h00 com a visita dos alunos da rede de Ensino Municipal ao novo poço profundo e ao Sistema de Tratamento de água da SABESP, com palestra sobre a importância da água realizada pelo senhor Marcos Cruz, Encarregado de Posto de Operação da Sabesp. No dia 24/03 foi efetuado Ação de Gestão das Águas, com o projeto “Limpa Rio”, executado pelos integrantes do Projeto GURI na área de lazer Pedreira, córrego do Moinho. Também neste dia, no período da tarde foi efetuado Ação de apoio ao reflorestamento e nascente modelo do Córrego do Grotão, dando visão aos integrantes do projeto GURI sobre a conservação e a recuperação das florestas nativas e Biodoversidade. No dia 26/03 foi efetuada palestra, das 19h00 às 20h30, com o tema “Como podemos mudar nosso mundo para não faltar Água” efetuada pelo senhor João Ivan Giacon, Gestor Ambiental do municipio, para os pais dos alunos do Projeto GURI. E encerrando a semana da água, no dia 27/03, das 15h30 às 17h00, foi realizada nova visita dos alunos da rede de Ensino Municipal ao novo poço profundo e ao Sistema de Tratamento de água da SABESP, com palestra sobre a importância da água realizada pelo senhor Marcos Cruz, Encarregado de Posto de Operação da Sabesp.

Para o organizador do evento, o gestor ambiental, senhor João Ivan Giacon, a comemoração do Dia Mundial da Água é uma forma de chamar a atenção das pessoas para esse recurso natural que é escasso. “A água é um elemento fundamental para a preservação da vida no planeta”.
17/04/2015
Combate à dengue em Nipoã
Com várias cidades da região sofrendo epidemia da dengue, a prefeitura de Nipoã, através da Coordenadoria de Saúde do município, intensifica o trabalho de combate ao mosquito causador da doença. “No mês de março realizamos em parceria com a TV TEM o projeto Cidade Limpa, possibilitando a retirada de uma grande quantidade de materiais que podem acumular água parada e que já não eram utilizados pelos moradores, posso garantir que foi além das expectativas”, afirma a coordenadora da saúde, Jaqueline Startari.

Além da realização do projeto, foi feito para ratificá-lo um arrastão por toda a cidade e locais considerados de alto risco como: oficinas, borracharias, cemitério, entre outros. “A equipe de vetores do município trabalhou com afinco, utilizando panfletos educativos, retirando possíveis criadouros e orientando os moradores”, disse a coordenadora.

Agora no mês de abril vem sendo feito uma nebulização do veneno que combate o mosquito. “Trabalho feito pela SUCEN em conjunto com nossa equipe, aproveito para agradecer a colaboração da população que tem nos dado total apoio”, menciona Jaqueline.

Para o prefeito Luciano Scalon, o trabalho de combate ao mosquito vem sendo bem feito, mas a participação dos moradores é essencial nesta verdadeira batalha. “Sem a cooperação da população fica impossível acabar com o problema, todos têm que manter seus lares livres de materiais e objetos que possam conter água parada e cuidar de suas caixas d´água, vasos de plantas, calhas, ralos, entre outras coisas”, finaliza o prefeito.
25/07/2014
Nipoã participou do 2º Encontro Intermunicipal da Melhor Idade em Meio Ambiente – Desfile de Moda Sustentável
A cidade de Nipoã participou do 2º encontro Intermunicipal da Melhor Idade em Meio Ambiente que foi sediado pela cidade de Valentim Gentil, na última quinta feira, 24 de julho, convidada pelo Consórcio Intermunicipal, através do Departamento Municipal de Meio Ambiente, por seu representante João Ivan Giacon, Gestor Ambiental, para o Desenvolvimento Ambiental Sustentável (CIDAS), que envolve a participação de 12 municípios da região: Cosmorama, Américo de Campos, Pontes Gestal, Paulo de Faria, Cardoso, Álvares Florence, Parisi, Pedranópolis, Meridiano, Valentim Gentil, Votuporanga e Jaci. O evento foi realizado no Parque Municipal (Chopplândia), foi prestigiado por um grande publico integrantes da melhor idade das cidades envolvidas, além da população de Valentim Gentil, que compareceu em grande número.

Também participou Prefeitos, primeiras-damas, vereadores e autoridades dos municípios consorciados. Representando Valentim Gentil, participou a prefeita senhora Rosa Caldeira que durante o pronunciamento agradeceu a presença dos demais municípios e reforçou o comprometimento da Prefeitura de Valentim Gentil, em âmbito local e regional, no desenvolvimento de ações voltadas para o Meio Ambiente, entretenimento e qualidade de vida dos idosos, também tiveram a participação das coordenadoras do Projeto Melhor Idade dos 12 municípios participantes. Para proporcionar todo conforto e segurança ao grande público presente no Encontro Intermunicipal da Melhor Idade, a Prefeitura de Valentim Gentil, que organizou o evento, disponibilizou estrutura com tendas e banheiros químicos.

Os participantes se acomodaram nos quiosques da Chopplândia, que foram especialmente preparados para receber individualmente os municípios visitantes e para abrilhantar o evento, ocorreu um desfile de moda, com vestes de produtos recicláveis, confeccionadas pelos integrantes da melhor idade, onde foram premiados os cinco mais criativos.
31/03/2014
Em comemoração ao Dia Mundial da Água 30 mil alevinos são soltos no Córrego Ferreira
A ação fez parte da programação da Semana da Água, que acontece na cidade e em todo o país entre os dias 18 e 22 deste mês. E para comemorar no dia 18 de março, o córrego Ferreira, localizado no município de Nipoã, recebeu cerca de 30 mil alevinos de espécies da curimba.

O evento, realizado em comemoração ao dia mundial da água, foi fruto de uma iniciativa da Prefeitura Municipal através do Departamento de Meio Ambiente, Escola Municipal “Dr. Sidney Scaff”, SABESP e AES Tiete. O evento contou ainda com a presença do vice-prefeito e de vereadores, autoridades civis e públicas. Para as crianças, a soltura dos alevinos foi uma festa. Com um saquinho plástico cheio de peixinhos, as crianças chegaram ao córrego feliz porque libertariam os alevinos e repovoariam o córrego.

Antes da soltura, a Engenheira Ambiental e o Biólogo da Empresa AES Tiete, senhora Larissa Weiler Vanuchi e Silvio Carlos A. dos Santos, respectivamente, aproveitou para orientar os jovens sobre a importância da preservação, já o Gestor Ambiental do Município, João Ivan Giacon, organizador do evento explicou que “O Dia Mundial da Água” que é celebrado mundialmente desde 22 de março de 1993, foi recomendado pela ONU durante a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento na Eco-92, e desde então as celebrações ao redor do mundo acontecem a partir de um tema anual, definido pela própria Organização, com o intuito de abordar os problemas relacionados aos recursos hídricos. Sendo definido pela ONU neste ano de 2014 o tema “Água e Energia”.
05/11/2013
Departamento de Meio Ambiente de Nipoã faz trilha ecológica como estratégia de aprendizagem e conscientização ambiental
Uma manhã de diversão, aventura, emoção e bastante conhecimento a respeito do meio ambiente. Assim foi o dia 1º de novembro das crianças do Projeto Espaço Amigo.

De acordo com o Gestor Ambiental Municipal João Ivan Giacon, a trilha fez parte do Projeto “Aprendizagem e Conscientização Ambiental” e durante a execução dessa trilha, as crianças, além de terem um contato com a natureza descobriram a importância da conservação do meio, compartilhando todas as informações a respeito da temática ambiental.

Para os organizadores da trilha ecológica, a motivação é puramente educativa e procurou desenvolver a educação ambiental em duas dimensões: de conceitos e de procedimentos, quando os participantes podem desenvolver um sentimento de valorização, preservação e conservação do ambiente. Ainda segundo proposta do projeto, a educação ambiental através de trilhas ecológicas promove projetos pedagógicos interdisciplinares ricos e diferenciados.

As trilhas ecológicas se apresentam como uma possibilidade de tornar o conhecimento pertinente, contextualizado e real. O contato com a natureza é o elemento motivador para dar encanto e interesse pela atividade desenvolvida. Sua preocupação básica centra-se na melhor maneira de conduzir a atividade, de forma a alcançar finalidades educativas, por meio da experiência prática.

As trilhas visam não somente a transmissão de conhecimentos, bem como propiciam atividades que revelam os significados e as características do ambiente por meio do uso dos elementos originais, por experiência direta e por meios ilustrativos, sendo assim instrumento básico de programas de educação ao ar livre.

Esse evento levou as crianças para varias peculiaridades encontradas na caminhada ecológica, a meninada teve ainda a oportunidade de saborear alguns frutos da mãe natureza, como é o caso da jabuticaba Sabará, além de conhecerem a importância de cada espécie encontrada na natureza, a meninada aprendeu ainda todo o contexto da criação da unidade de conservação, as lendas urbanas da mata assim como a valorização de cada animal diante da cadeia alimentar. "Nosso maior intuito é conscientizar a população principalmente as crianças para a preservação ambiental. Se conseguimos alertar as crianças, elas irão por sua vez, educar os seus pais mostrando a realidade da mata e o que pode ser feito para conservá-la", apontou o Gestor Ambiental Giacon. Fez parte desse evento também visita na Capela de Nossa Senhora Aparecida, construída a mais de cem anos pela família Marcondes no meio da mata nativa e restaurada por Devanir Marcos Spagnoli (Fuscão) no ano de 2003.

O evento foi encerrado com lanche oferecido pelo Centro de Referencia de Assistência Social, no quiosque do Recanto da Amizade.
30/09/2013
Departamento de Meio Ambiente comemora Dia da Árvore
Foi celebrado nesta semana, em comemoração ao Dia da Árvore, com a implantação do Plano Piloto de Floresta Urbana, que procura conscientizar as pessoas sobre a importância da natureza e de sua preservação.

Nesse contexto, é importante lembrar que 61,5% do território brasileiro ainda são cobertos por florestas, segundos dados do Ministério do Meio Ambiente. E mais que isso: em um cenário global, nosso país possui 28,3% das florestas do planeta, conforme estudo feito pela Embrapa Monitoramento por Satélite.

Vale ressaltar que essa é uma das iniciativas realizadas para combater o desmatamento e que o primeiro passo é enxergar que qualquer espécie viva depende das árvores para garantir a sua sobrevivência. Ter “consciência verde” é muito mais que plantar uma muda, é respeitar o meio ambiente, investir no desenvolvimento social e na obtenção de lucro consciente.

A ‘Floresta Urbana' tem por objetivo proporcionar espaço de absorção de água da chuva e de sombra nos dias de céu aberto, além de melhorar o aspecto urbanístico do município. "Esse é um projeto piloto e nossa intenção é, após esta primeira experiência, expandi-lo para outras localidades", disse o responsável pelo Departamento Municipal de Meio Ambiente, João Ivan Giacon.

Segundo ele, a Rua Antonio Caetano Rossetti e Rua Fermino N. de Oliveira foram escolhidas para ser piloto do projeto por possuir calçadas ecológicas e atenderem os critérios de acessibilidade, visto ser área viária carente de arborização. A ação faz parte das comemorações da Prefeitura pelo Dia da Árvore, mas também atende uma das diretivas de arborização urbana propostas pelo Programa Município VerdeAzul - PMVA, da Secretaria Estadual de Meio Ambiente.
30/08/2013
É vital a preservação das nascentes
É o que afirma o Gestor Ambiental João Ivan Giacon, responsável pelo Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Nipoã. Segundo Giacon a redução das matas próximas das nascentes e nas margens dos rios tem contribuído para a diminuição do volume d’água.

O desmatamento nos topos de morros e grotões também tem ajudado a aumentar o problema. "A função da vegetação é reter a água da chuva, que é sugada pela terra como fosse uma esponja. Está água se deposita nos lençóis freáticos, que por sua vez a libera nas nascentes e olhos d’água. Nas áreas de pastagens ou sem cobertura vegetal acontece o contrário. A água vai parar rapidamente nas calhas dos rios, na maioria das vezes carreando grande quantidade de sedimentos contribuindo para o assoreamento" – informou Giacon.

O Gestor Ambiental disse ainda que este processo é o responsável pelo aumento das enchentes nas épocas das chuvas e pela drástica diminuição do volume das nascentes ou até sua extinção nos meses de estiagem. Giacon diz que medidas simples podem evitar grandes problemas, cercar as nascentes é uma delas. "É preciso evitar que o gado passe por sobre as nascentes, pois o vai e vem dos animais compacta o solo dificultando a infiltração das águas da chuva. Se a área estiver degradada o simples fato de cercar a nascente ajudará muito, as vezes não é preciso nem plantar novas árvores, como o solo no local é bastante úmido a natureza se encarrega de colocar tudo no lugar" – enfatizou Giacon.

Mas o Gestor Ambiental salienta que proteger as nascentes se tornará uma medida ineficaz se não forem preservadas as matas dos morros e encostas, pois uma fonte começa nascer das águas da chuva retidas nos topos dos morros. Em locais onde os topos dos morros são usados para atividades agropecuárias o ideal é construir curvas de nível e bacias para captação e infiltração das águas pluviais.

As curvas de nível têm se mostrado eficientes no combate a erosão e ao assoreamento dos rios. O ideal é preservar parte da vegetação no topo dos morros e encostas. A mata ciliar, vegetação das margens dos rios, também é muito importante. Ela evita o desbarrancamento das margens e o assoreamento.

As leis de preservação ambiental determinam que em cursos de água de até 10 metros de largura, por exemplo, seja preservada uma faixa vegetação de 30 metros de largura em cada margem. Se fossemos ater-nos ao texto da lei, constataríamos que a grande maioria das propriedades do município está em desacordo, pois a realidade do uso e ocupação do solo é bem mais antiga que a lei.

No entanto Giacon afirma que é importante recuperar áreas degradadas. "Muitas vezes os proprietários acham que recuperar a vegetação nas margens dos rios levará a uma perda no terreno, pois a área ficará no mato. A recuperação pode ser feita com árvores frutíferas e outras espécies que poderão ser utilizadas futuramente na propriedade. Mas um fato é claro se medidas não forem tomadas, poderemos ter problemas sérios com a falta d’água num futuro próximo".

Assim nesta semana, a Prefeitura Municipal, através do Departamento do Meio Ambiente, em parceria com a SABESP, com a Usina Nova Moreno e com o agricultor Romildo Cavatão, colocaram em prática o Projeto “Adote uma Nascente”, para tanto foram preparado o solo próximo a uma das nascentes do córrego Grotão, onde foram plantadas 900 (novecentas) mudas de árvores nativas.

O plantio contou com a participação ativa dos alunos e professores da 4ª série da Escola Municipal “Dr. Sidney Scaff”, onde esses alunos efetuaram o plantio e também receberam orientação sobre a importância da preservação das nascentes e da área de preservação permanente – APP.

O projeto contou também com o apoio da primeira dama do município, Cely Cristina Scalon, que participou ativamente do projeto, manifestando a preocupação para com a preservação ambiental.
19/08/2013
Departamento de Meio Ambiente de Nipoã realiza campanha de conscientização da fumaça preta
A qualidade do ar está diretamente ligada ao bem estar e ao equilíbrio do meio ambiente; o que vemos hoje é o aumento de emissões de gases atmosféricos que alteram o padrão de vida dos munícipes e traz muitas doenças respiratórias, principalmente em épocas de clima seco.

O apelo para melhoria do padrão do ar que respiramos é uma das preocupações que vem crescendo cada vez mais, sabemos que diversos gases perigosos são liberados pelos tubos exaustores dos automotores, estes gases são responsáveis também por um problema mundial, o aquecimento global, pensando nisso o Gestor Ambiental, João Ivan Giacon, do Departamento Municipal de Meio Ambiente, realizou nesta quarta-feira, 14, campanha educativa na Avenida Rio Grande do Sul, intitulada como Operação Inverno: Regule seu veículo e ajude o Estado de São Paulo a respirar melhor.

O evento contou com a participação da SABESP, de membros do Centro de Convivência do Idoso e servidores Municipais, que distribuíram panfletos educativos referentes a valores de preservação ambiental, sendo esta uma responsabilidade que ultrapassa preferências ou grupos, trata-se de uma questão de sobrevivência, da qual todos dependemos de maneira igualitária, da pessoa mais jovem a mais velha, todos somos responsáveis pelo meio em que vivemos. Uma pessoa adulta inspira cerca de 10 mil litros de ar por dia. Ao contrário da água, o ar que respiramos não passa por nenhum tratamento, sendo consumido “in natura”. Por esse motivo, é muito importante que a sociedade entenda e respeite as medidas de preservação da qualidade do ar.

O evento teve como objetivo a conscientização dos motoristas de ônibus, caminhões, caminhonetes, automóveis e motocicletas para manter seu veículo regulado, conforme recomendado pelo fabricante. Os veículos a diesel emitem principalmente fumaça preta, formada por partículas tóxicas muito pequenas que penetram nos pulmões, provocando irritações, alergias, doenças do coração e até câncer. As crianças e os idosos são os que mais sofrem com isso. Por isso, é muito importante que o motor do seu veículo esteja sempre bem regulado. E isso é um cuidado que precisa ser redobrado no inverno, quando a falta de chuvas e de ventos, junto com a inversão térmica, faz com que os poluentes fiquem mais concentrados no ar que respiramos.
Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia